Nova pesquisa sugere que Parkinson poderia nascer no intestino


Nos últimos anos, os pesquisadores estão estudando a idéia de que o Parkinson se origina no intestino. A investigação está relacionada com a alfa-sinucleína, uma proteína nuclear e sináptica presente no cérebro de pacientes com a doença, que também é encontrada no intestino. Os cientistas têm se reunido para descobrir as diferenças entre o comportamento das bactérias intestinais em pessoas diagnosticadas com Parkinson, em comparação com pessoas que não têm a condição.


Uma nova pesquisa, publicada na revista Neurology, dá um passo adiante nessa teoria. Nesta, foram avaliados os registros de pessoas que removeram o nervo vago, que serve como uma conexão direta entre o cérebro e o intestino. Os resultados mostraram que as pessoas que receberam uma vagotomia, procedimento em que todas as conexões nervosas entre o cérebro e o intestino são removidas, foram menos propensas a desenvolver a doença de Parkinson durante um período de 5 anos. Pelo contrário, àqueles que não removeram todas as ligações soltas (receberam uma vagotomia seletiva) não tiveram alterado o risco de desenvolver a doença no mesmo período de tempo.

Estes estudos aproximam muito mais os cientistas da idéia de que esta doença começa no intestino. Ainda que não sejam evidências conclusivas, pode ser que a proteína alfa-sinucleína mal formada seja dirigida para o cérebro através dos nervos vagos e que isso potencialize o Parkinson. Se assim for, a vagotomia pode se tornar um tratamento para a doença; porém, ainda é necessário extensos testes e pesquisas para chegar a experimentá-la. Este estudo, em nenhuma hipótese, sugere que pacientes com Parkinson devam considerar esta cirurgia como uma alternativa no momento.

Na pesquisa, eles concluem que ainda há um desenvolvimento muito mais profundo para a compreensão da doença e suas causas para chegar a provar a teoria. No entanto, estes resultados nos aproximam mais das melhores respostas sobre a doença de Parkinson e o que causa o seu desenvolvimento.

Se você quiser saber mais sobre um dos tratamentos avançados para a doença de Parkinson, convidamos você a ler sobre a neuroestimulação.

Fonte: Vagotomia e doença de Parkinson, Neurology.

3 views

Recent Posts

See All